round image on layout top

Sem categoria

É preciso voltar à Jesus: o amor que eu quero amar, o amor que não é amado!

Publicado em 26 de agosto de 2010

Há poucos dias divulgamos que nossas religiosas estão participando do Curso Ad Gentes, em Brasília, em razão das missões além fronteiras que a Fraternidade já realiza e novas missões que estão para acontecer.

Tivemos a alegria de receber um pouco da formação que tem sido oferecida em Brasília e, na reflexão sobre a essência do ser missionário, Ir. Damiana, partilha conosco um pouco sobre a reflexão “É preciso voltar à Jesus, o amor que eu quero amar, o amor que não é amado!”

Vejamos:

“Deus vê e ouve o clamor de seu povo; sente compaixão e desce para libertá-lo.” ( Cf. Ex 3, 7-8 )

A paixão é a resposta de quem, sentindo-se amado com amor predileto se coloca a caminho para seguir mais de perto, até as últimas consequências os passos de Jesus Cristo.

Deste modo, a paixão que brota de um coração profundamente enamorado, como o de Francisco e Clara entre outros, é o que dá significado e visibilidade ao que somos e fazemos no momento atual.

Sem paixão não há qualidade de vida e a rotina, o cansaço, a resignação e o aburguesamento facilmente se faz presente em nossas missões.

Posto que a paixão por Cristo se transforma, necessariamente, em compaixão pelo homem,
as formações que estamos recebendo ressaltam a importância do encontro com o Ressuscitado para a missão.

O grande problema da missão é o missionário, precisamos nos dispor interiormente para ela ( Missão Ad gentes), numa busca constante das reais motivações que nos faz experimentar a alegria de sermos testemunhas sem FRONTEIRAS, o que vai muito além de fronteiras geográficas.

A missão é a mesma: JESUS, apenas se realiza em espaços diferentes.

O ser misssionário é guiado pela perspectiva de anunciar o Evangelho ” Nossa Regra de Vida” ( 2 R1, 1), marcado pelo desafio de vivê-Lo, dialogando com quem tem uma experiência de vida diferente e muitas vezes assentada sobre princípios de vida diferentes.

Isto é desinstalador, é provocante, nos inquieta…

Nada mais consolador do que um coração inquieto pelo desejo de amar o AMOR que não é amado.

” Deus Pai sai de si para nos chamar a participar de sua glória” (DAp. 129)

Ir. Damiana do Crucificado, PJC


Divulgue aos seus amigos:
Leia também:
  • No Related Post

Enquete

divider image
Qual é o tema da Campanha da Fraternidade deste ano?
Ver o resultado
divider image



bottom round image

footertop right

Fraternidade O Caminho – Jesus todo, todo de Jesus. 2009 - 2014 © Todos os direitos reservados