Fraternidade O Caminho

As Pontifícias Obras Missionárias (POM) reúnem missionários de sete países de língua portuguesa em um encontro no Centro Internacional de Animação Missionária (CIAM), em Roma, até o dia 2 de fevereiro. O intuito desta reunião é partilhar experiências e vivenciar o curso de atualização em missiologia. 

Missionários de Angola, Moçambique, Cabo Verde, Brasil, Guiné-Bissau, Timor Leste e Portugal têm a oportunidade de  comentar e dividir experiências vividas junto às Pontifícias Obras Missionárias (POM).

Na segunda-feira, 29, os participantes foram recebidos na sede da Congregação para a Evangelização dos Povos e das Obras Missionárias Pontifícias. A recepção foi realizada pelo padre Fabrizio Meroni, secretário-geral da União Missionária, Irmã Roberta Tremmarelli, secretária-geral da Infância Missionária, padre Fernando Domingues, secretário-geral da Obra de São Pedro Apóstolo, e padre Tadeusz Jan Nowak, secretário-geral da Obra da Propagação da Fé. Os secretários puderam apresentar o carisma, a missão e os projetos desenvolvidos pelas Obras Pontifícias.

Representando Cabo Verde, o padre José Mário Gonçalves, diretor nacional das POM, destacou que a formação tem contribuído na descoberta de um importante serviço da Igreja. “Compreendo muitas coisas novas e espero poder ajudar a Igreja de Cabo Verde, estando mais atento com a missão, sentindo o pulsar da Igreja universal”, disse.

Para o seminarista brasileiro João Luiz da Silva, da arquidiocese de Mariana (MG), o conteúdo tem sido enriquecedor e trouxe muitos elementos da missiologia que estão contribuindo para sua formação acadêmica e espiritualidade missionária. “A experiência de estar em contato com pessoas de outros países enriquece o conteúdo trabalhado, vivendo uma missão intercultural”, ressaltou.

O padre Maurício da Silva Jardim, diretor das POM Brasil, é um dos brasileiros que participam do encontro, incluindo a participação do grupo na audiência com o Papa Francisco hoje.

Eis alguns dos temas abordados durante o curso: Missão e diálogo num mundo plurirreligioso; Missão intercultural: vivências e desafios; A espiritualidade missionária; Sem a Palavra não há missão; Que missão propõe a Igreja no pós-Vaticano II? Luzes e sombras da e na animação missionária; Maximum illud: A caminho do centenário; Missão nos novos povos areópagos da cidade; Dimensão missionária das Igrejas locais; Igreja em saída na perspectiva ad gentes; Igreja e que missão? Mês missionário extraordinário outubro 2018; Missão como sentinelas da aurora: que futuro promete e prepara?

Durante o final de semana, o grupo de 30 participantes pôde visitar a cidade de Assis, aprofundando-se na espiritualidade presente na história de São Francisco e Santa Clara.

Por Canção Nova, com POM/Brasil

Deixe o seu comentário

Nenhum comentario ate agora.

Seja o primeiro a deixar um comentario abaixo.